É verdade que, ano após ano, o Paramore luta para ser reconhecido como uma banda por alguns membros da mídia que parecem não perceber o simples fato de que existe muito mais por trás de sua existência do que apenas Hayley Williams. Foi por isso, por exemplo, que Hayley insistiu por muitos anos em frases como Paramore is a band durante shows.

A figura forte de Hayley Williams como vocalista é inegável, seu talento e as cores de seus cabelos sempre em mudança tornaram-na uma referência do rock’n roll, especialmente para outras mulheres e bandas lideradas por garotas, como trouxemos recentemente aqui numa matéria da AltPress. Entretanto, Hayley sempre relembrou a todos que o Paramore é uma banda e que ela não estaria nessa jornada se fosse sozinha. Também sempre deixou clara sua imensa admiração pelos melhores amigos (e colegas de banda), enaltecendo seus talentos individuais como músicos em todos os projetos que realizam.

É triste perceber que ainda em 2018 o Paramore seja alvo de críticas como a de uma revista inglesa que se caso não tenha sido injusta foi, no mínimo, desleixada e infeliz ao escrever sobre um show da Tour Three, tendo em vista que tratou somente de reduzir a competência de Zac e Taylor, como se vê a seguir:

“O show não é perfeito. A reação silenciosa ao breve momento em que o baterista Zac Farro se arrisca nos vocais reforça o que nós já sabíamos: Paramore sempre foi o show da Hayley Williams. Sem o seu forte carisma na frente do palco, o show começa a perder força. Zac e o guitarrista Taylor York fazem o seu melhor, mas não tem como fugir do fato que eles não tem o brilho da vocalista. Felizmente, Hayley retorna rapidamente para espalhar sua energia brilhante, fechando a noite com a contagiante Rose-Colored Boy.”

Diante desse acontecimento, hoje mais uma vez Hayley respondeu através de seu Twitter a esse tipo de jornalismo que insiste em não dar os devidos méritos aos outros membros da banda. Nossa querida vocalista publicamente defendeu seu ponto de vista e novamente criticou esse comportamento antiquado por parte da mídia:

Eu nunca vou entender os jornalistas que vão a um show do Paramore com uma opinião já formada, que não entendem o contexto e/ou não se importam com o fato de eu estar fazendo o meu trabalho como vocalista. E que além de tudo insultam o talento absurdo que cada integrante da banda tem tanto nas turnês quanto fora delas.

Eu não sei o que as pessoas esperam que os meninos façam – mas nós não somos a banda que irá colocar a bateria do Zac em um círculo pra ele ficar rodando no palco. Taylor não vai sair voando de um canhão enquanto toca mil músicas complicadas. Venham para o nosso show pra ver excelentes músicos e pessoas que se importam.

O ponto é o After Laughter. Não tem problema nenhum se nem todo mundo entende o álbum. Só não use sua resenha como uma forma de diminuir um palco cheio de músicos (7) que se importam. Se você não consegue pelo menos apreciar o que está acontecendo talvez você não saiba tanto quanto quer que as pessoas acreditem que sabe.

Hayley ainda agradeceu a outra revista, a DIY Magazine, por trazer críticas que não são tendenciosas:

🙏 obrigada @diymagazine por entender o Paramore e até o comportamento de cada integrante. vocês conseguem enxergar mais do que o meu cabelo e além disso vocês nunca tem preguiça de dar crédito a quem merece – o que as vezes só os fãs do Paramore conseguem fazer.

 

Fiquem ligados no Paramore Brasil para mais notícias!
Anterior

Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

One Reply to “Hayley Williams rebate crítica de jornalista inglês e reafirma Paramore como uma banda”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *