Hayley Williams fará parte de publicação independente contra o machismo na indústria musical

Hayley Williams compartilhou suas experiências com críticas machistas no mundo da música com Jennifer Clavin, da banda Bleached, que lançou um novo zine alternativo e independente, chamado “Can You Deal?”.

Zines são impressões ou colagem usadas para a divulgação de uma ideologia, ou do trabalho de um artista, e a de Clavin reúne experiências compartilhadas por meio de ensaios exclusivos, histórias, artes visuais, poesias e letras. O nome dado pela cantora vem da pergunta: “Você consegue lidar com as mulheres tocando rock and roll?”.

Todos os lucros das vendas serão doados para a ONG Planned Parenthood, uma organização que oferece cuidados de saúde, educação sexual e informações para milhões de mulheres, homens e jovens em todo o mundo.

A publicação terá somente 500 cópias, e você pode pré-encomendar clicando aqui.

Confira a declaração completa de Jennifer Clavin:

“Eu crio música e arte porque preciso. Para expressar, unir, reconciliar e conectar. E usar minha voz. Ser rotulada com uma algo tão genérico como “girl band” e consistentemente referenciada como “líder feminina” é insultante e redutor.

Ano passado, minha banda, Bleached, lançou um álbum profundamente pessoal intitulado “Welcome The Worms”, um álbum sobre um relacionamento emocionalmente abusivo. Um álbum sobre como sair das drogas e do álcool, sobre como me perdi totalmente para me encontrar. Foi também nosso trabalho mais ambicioso, com sons de guitarra e de produção que só tínhamos sonhado até então.

E, até hoje, ainda estou respondendo perguntas que têm mais a ver com o meu gênero do que com a arte que estou criando. De alguma forma, a conversa normalmente é desviada para alguma variação da seguinte pergunta: “Como é ser uma menina em uma banda de rock?” Por que o gênero é apontado em quase toda a cobertura da nossa banda? Rotulando-me como uma mulher em uma banda só me coloca em uma caixa e não permite tudo o mais que posso ser vista e ouvida.

Estamos em 2017, você consegue lidar com as mulheres tocando rock and roll? Esta revista é uma coleção de experiências compartilhadas de outros artistas, contadas através de ensaios exclusivos, histórias, artes visuais, poesia e letras. A receita líquida da revista vai para a ONG Planned Parenthood.

Contribuidores: Mecca Vazie Andrews (Sex Stains), Julien Baker, Alicia Bognanno of Bully, Jennifer Clavin (Bleached), Jessica Clavin (Bleached), Sadie Dupuis (Speedy Ortiz), EMA, Alice Glass, Micayla Grace (Bleached), Allie Hanlon (Peach Kelli Pop), Hinds, Ali Koehler (Upset, Vivian Girls), Maryn Jones (All Dogs), Sara Landeau (the Julie Ruin), Lizzo, Dani Miller (Surfbort), Kate Nash, Liz Phair, Jane Weidlin (The Go Go’s), Allison Wolfe (Sex Stains, Bratmobile), Tegan Quin (Tegan and Sara), Patty Schemel (Upset, Hole), Kim Schifino (Matt and Kim), Mish Way (White Lung), Hayley Williams (Paramore), e mais”

Jennifer Clavin, Bleached

Ansioso para saber as experiências de Hayley Williams? Nós também!

← Próximo | Anterior →

Acompanhe o Paramore Brasil!Facebook | Instagram | Twitter | Tumblr | YouTube | Fórum

Milena Aguiar

"We grow up, never grow old" Instagram: @missingmi