No Friend, a música mais metafórica do álbum After Laughter, de composição e cantada por Aaron Weiss, era, até hoje, um dos motivos de curiosidade dos fãs que acompanham a banda há tempos.

Ela começa com um som indistinto, em que é possível ouvir apenas algumas palavras, e que sabemos que emociona muito toda a banda durante os shows.
A música toda tem muitos significados e faz menção à história do Paramore, como explicamos em uma thread que pode ser lida no link abaixo:

PARAMORE BRASIL – EXPLICAÇÃO DAS METÁFORAS DE NO FRIEND

Até então, era sabido apenas que o início da letra era parte de uma carta enviada por Hayley a Aaron, e que a cantora revelou em entrevistas “estar contente por os fãs não poderem ouvir toda a carta, porque ela é muito sombria”. O que ela não imaginava, no entanto, era que os fãs conseguiriam separar os sons da faixa, revelando toda a carta lida por Aaron Weiss.

O texto completo fica em uma camada inferior da música, por baixo de todo o instrumental, e só é possível notar que a carta está lá ao ouvir a separação do material sonoro.

A carta reflete o que foi dito durante as entrevistas dadas por Hayley na época, e também serve como uma espécie de “continuação” à letra de Idle Worship, anterior a No Friend no álbum, que fala sobre a idolatria cega que projeta nos membros da banda uma perfeição que não existe.

Trazemos abaixo a tradução e o áudio da carta:

Encontrei essas cartas de anos atrás
Senti que era apropriado continuar com essa correspondência
Não consigo evitar ser sentimental
Muito obrigada por falar comigo hoje, espero que isso seja útil para você
Também espero que a Birdie* esteja feliz e saudável e mantendo-se longe de problemas, dentro do possível
O que eu escrevi foi meio que minha forma de finalmente falar sobre como é ter alguém olhando para você como qualquer outra coisa além do ser humano que você é,
Bom e mau
No meu caso, majoritariamente mau
Muitas garotas vinham até mim antes ou depois de um show
E me diziam que sou perfeita e que gostariam de ser como eu
E, bem, eu percebi que isso é uma versão melodramática
Do que elas provavelmente verdadeiramente sentem
O que eu realmente escuto é “ao meu ver, você não pode errar”,
E nesse ponto eu nem estou mais pensando sobre
A interação com elas, minha mente está cambaleando
Eu estou pensando em como meu interior é um completo contraste
Daquilo que está sendo projetado em mim
Muitas coisas horríveis estavam acontecendo no ano passado
Eu queria morrer
Eu nem sentia mais que o que eu fazia era útil
Nós não conseguíamos nos manter saudáveis,
Muito menos espalhar mensagens de esperança
Eu me sentia constrangida por estar presa dentro de mim
E pensar que eu tinha um propósito
Nenhuma dessas coisas nem chega a superfície da fé e de Deus, e de onde minha mente estava nessa realidade
Eu não tinha nada para me apoiar, nenhum ego, nenhum relacionamento em que eu confiava
E nenhuma esperança
E nesses momentos eu pensava na esperança como um pequeno pedacinho de luz
No fim de um longo, longo túnel
Mas dessa vez não tinha nem uma pequena luz, nada
Então eu só pensava sobre o futuro e a morte
Minha vida toda eu tenho tentado fazer com que as pessoas se sintam melhores
Mas eu não consigo nem me fazer melhorar
É difícil pensar que estamos voltando agora
Para o desconhecido, depois de estarmos seguros em um casulo por quase dois anos
[Parte audível da letra]

*Birdie é a filha de Aaron.

Tradução: Larissa Stocco – Paramore Brasil

Versão em inglês:

Found these old letters from years ago
Felt it was fitting to continue that correspondence
Can’t help I’m sentimental
Thanks for talking with me today, I hope this is helpful for you
I also hope that Birdie is happy and healthy and staying out of trouble to a reasonable extent
What I wrote was sort of my way of finally being able to address how it feels to have [spoken under verse] anyone look at you as anything but the human you are,
Good and bad
For me, mostly bad
A lot of girls would come up to me before or after a show
And tell me I’m perfect or that they want to be like me
And, well, I realized that maybe it’s some melodramatic version
Of what they may truly feel
What I really hear is “you can do no wrong in my eyes”,
At that point I’m not even thinking about my
Interaction with them anymore, my mind is just reeling
I’m thinking about how much my insides are a complete contrast
To what is being projected onto me
There were so many seemingly horrible things happening last year
I just wanted to die
I didn’t even feel like what I was doing was useful anymore
We couldn’t even keep ourselves healthy,
Let alone spread any sort of hopeful message
It felt embarrassing to be trapped inside myself
And think I had a purpose
None of these things even begin to scratch the surface of faith and God, and where my head was at with that reality
I had nothing else to rely on, no ego, no relationships I trusted
And no hope
And these times I had envisioned hope as a little pinprick of light
Down a long, long dark tunnel
And this time there was no tiny light, nothing
So I just thought about future and death
My whole life I’ve been trying to make people feel better
But I can’t even make myself feel better
It’s hard to think that we’re about to head back out
Into the wild, after being in a safe cocoon for nearly two years

E então, o que acharam?
Com todas essas explicações, vocês gostam de No Friend?

Contem pra gente nos comentários!

Paramore Brasil | Informação em primeira mão
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *