A SPIN Magazine publicou uma lista com as 50 melhores músicas de 2017 – até o momento. E é claro que não poderia faltar o Paramore!
A banda conquistou duas posições com as músicas ‘Forgiveness’ e  ‘Hard Times’.
Jordan Sargent, jornalista da SPIN, comparou a música ‘Forgiveness’ com bandas como Fleetwood Mac e Haim e ainda disse que ‘Hard Times’ pode ser um dos melhores singles da carreira da banda.
É seguro dizer que nenhum de nós pensava que seria tão nostálgico nos primeiros seis meses de 2017.
Raramente vemos a situação nacional e global tão imprevisíveis, mas a música boa ainda conforta, empodera, distrai e nos agrada, independente das circunstâncias.
Criamos uma lista com as nossas 50 músicas favoritas até agora: o grande momento pop do Paramore, a balada de Sampha’s, Hurray For the Riff Raff’s com seu comentário provocativo, Kendrick Lamar com alguns de seus melhores trabalhos, a alegria desenfreada de Carly Rae Jepsen e os momentos assombrados de estúdio de Julie Byrne. Algumas dessas músicas foram escritas para abordar o momento presente e outras foram concluídas muito mais cedo, mas em nossa nova
realidade acelerada, todas já demonstraram sua relevância duradoura.
27. Paramore – Forgiveness 
O novo álbum do Paramore, ‘After Laughter’, continua demonstrando um interesse no pop dos anos 80 que a banda explorou pela primeira vez em seu álbum auto-intitulado de 2013, mas sua melhor música é a que abandona o ritmo ‘new-wave’ dos singles iniciais “Hard Times” e “Told You So”, para o exuberante e suave rock de um conjunto diferente de influências.
“Forgiveness” nos lembra do Fleetwood Mac e do Haim, mas também soa mais pessoal do que parece em um primeiro momento. À medida que a música floresce, você pode pegar um leve vibrar na voz de Hayley Williams, como se fosse realmente algo que Haim teria escrito para Kacey Musgraves (cantora e compositora norte-americana). “Forgiveness” é uma saída experimental para o Paramore e também um aceno para suas raízes mais profundas.
04. Paramore – Hard Times
Com “Hard Times”, o primeiro single do álbum ‘After Laughter’, Paramore parece estar sinalizando a vontade de se destacar como uma espécie ameaçada, caminhando mais do que nunca em direção ao pop. Isso soa claro ao ouvirmos bongos e marimbas que abrem a música antes de seus tambores e guitarras realmente entrarem em ação. O riff é facilmente a coisa mais dançante que gravaram e o refrão que pontua o coro – “Hard times!” – se parece um pouco com a clássica música pop dos anos 80. A música então termina com um outro arranjo de guitarras em segundo plano, para favorecer os sintetizadores e o vocoder. Não há erros no tipo de single que o Paramore lançou, mas tudo isso serve para lembrar o que ainda é uma música de rock (e uma banda de rock) de coração. Os níveis foram ajustados novamente, mas apenas um pouco.
O que o Paramore conseguiu com “Hard Times” não parece fácil. Eles expandiram o seu som, o que parece bem óbvio agora, mas também soa mais sutil de alguma forma, e começaram com algo que parece ser um dos melhores singles de toda a sua carreira e uma das melhores músicas pop do ano. Em uma matéria do The New York Times, o Paramore deixou bem claro que “Hard Times” seria o precursor de um dos seus álbuns mais pop. Eles também disseram que recusaram colaborações com compositores e produtores que estão em alta na industria da música, seguindo o caminho natural até o lançamento de ‘After Laughter’. Isso não deveria parecer tão rebelde ou excitante quanto realmente é, mas a música popular é assim. É um experimento interessante, mesmo se você não tem interesse pela música do Paramore. Uma banda de rock consegue fazer rock e pop, em pleno 2017, e ser tão popular quanto Zedd? Ao mesmo tempo que busco muito por uma resposta, me sinto um pouco assustado em encontrá-la.

Paramore Brasil | Informação em primeira mão
Anterior

Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

One Reply to “SPIN Magazine elege ‘Hard Times’ e ‘Forgiveness’ entre as melhores músicas de 2017”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.