Na última segunda-feira (01), a plataforma digital Instagram da empresa Good Dye Young, na qual Hayley Williams é co-fundadora, foi hackeada e teve sua conta excluída.

Após esse acontecimento, os fãs brasileiros da cantora se depararam com o tweet de uma pessoa que trabalha na empresa e que os apontavam como culpados de terem derrubado a página, sem provas e qualquer embasamento.

A publicação não foi bem recebida pela comunidade do Brasil, tampouco pelas bases de fãs de outros países do mundo todo, pelo teor xenofóbico e protestou contra a acusação na publicação, levando a funcionária a apagar a postagem e, posteriormente, desativar a sua conta do Twitter e do Instagram.
Na sequencia, a pessoa responsável pelo tweet e outra funcionária publicaram um breve pedido de desculpas, onde uma delas alegou não ter conhecimento, até então, sobre os estigmas que o povo latino-americano carrega, vide imagem abaixo:

https://twitter.com/wrvpmyself/status/1456103077954600964

Devido a toda repercussão do caso, foi relembrado que já não é a primeira vez em que funcionários da Good Dye Young se manifestaram através de conteúdo desrespeitoso com a comunidade brasileira que apoia a cantora Hayley Williams em seus negócios. Episódios de transmissões dos bastidores da empresa, que aparentavam tratar os fãs como piada interna dos funcionários, também foram trazidos à tona; como este vídeo de um Q&A que gerou um enorme desconforto para vários fãs.

A discussão chegou a revendedores da marca no exterior e jornalistas que cobraram um posicionamento público, esclarecendo o ocorrido e tornando transparentes as providências a serem tomadas. Isso se deu também pelo fato de que a GDY preza em suas campanhas por valores de diversidade, igualdade e respeito.
Somente ontem (03) a marca emitiu uma nota através do seu Twitter.

Os fãs brasileiros do Paramore são leais, apaixonados e incrivelmente engajados. Essa pessoa da equipe postou um pedido de desculpas imediatamente, que não chegou a muitos dos que foram atingidos.
Por sermos todos humanos em uma comunidade e estarmos juntos em um negócio, os erros que alguns de nós cometemos muitas vezes acabam atingindo a todos. A GDY é ativista e advoga contra injustiças. Inclusividade sempre será a base de nossas ações…

Clique AQUI e confira a declaração traduzida na íntegra.

No entanto, o posicionamento também não teve boa recepção da comunidade, pois a GDY interpretou as declarações das funcionárias apenas como uma espécie de piada, sem ter tomado qualquer medida tomada em relação a elas e, mais uma vez, acusava sem qualquer esclarecimento a comunidade brasileira de ter feito ameaças de morte às envolvidas.
Não temos conhecimento sobre tais ameaças, uma vez que elas podem ter sido enviadas de alguma forma através de mensagem privada em redes sociais. De forma pública, isso não foi visto.

Nós, em nome da comunidade brasileira de fãs do Paramore, agradecemos pela retratação da empresa e esperamos que as desculpas tenham sido sinceras, apesar do tom de culpa que a nota parece nos impor. Vale lembrar do fato de que a banda Paramore nunca aceitou ficar calada diante de qualquer tipo de preconceito, até mesmo em casos recentes como as declarações homofóbicas do ex-guitarrista Josh Farro.

Contudo, não mais publicaremos conteúdos para promover a marca GoodDyeYoung, uma vez que não compactuamos com essa forma de pensar e agir. Além disso, também já tivemos conteúdo censurado por eles, quando publicamos um vídeo legendado em português no nosso canal do YouTube, como fazemos para vocês há mais de 12 anos. Clique na imagem para ampliar.

Paramore Brasil | Informação em primeira mão
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.