O portal Houston Press postou no dia 04/08 uma review sobre o show do Paramore que aconteceu em Houston, Texas. Confira a tradução da matéria elaborada por Selena Dieringer.

Odiadores irão odiar, mas o Paramore e o Fall Out Boy fazem um rock de grande qualidade. Qualquer banda que tenha ganhado notoriedade durante o “boom” pós pop-punk-emo no meio dos anos 2000 foi arquivada em uma categoria muito específica – ou seja, a maioria do público geral não os considera como “rock’n’roll de credibilidade”.

O Fall Out Boy certamente experimentou uma grande quantidade desta repercussão, apesar de continuar a amadurecer como um grupo e lançando boa música. Muitas das bandas da época não poderiam ter crescido tanto; Paramore e Fall Out Boy, que estão co-liderando a MONUMENTOUR neste verão, são as duas exceções talentosas. Entrar em turnê juntos foi uma escolha sensata e lógica.

Na sexta, o Paramore subiu ao palco após a apresentação dos dinamarqueses do New Politics, e entregaram 14 músicas lembrando novamente a audiência o motivo de estarem eras além de seus contemporâneos. Uma mestre em presença de palco e performance, Williams tinha a platéia na palma de sua pequena mão quando a banda inciou sua apresentação com o hino das rádios no último inverno, “Still Into You”. Quando a música terminou de ser tocada, confetti foi lançado na plateia, que foi à loucura.

Williams é por si só uma bola dinâmica de energia e talento; a única mulher comparável que tenha atuado nos últimos 20 anos é, provavelmente, Gwen Stefani. Sofrendo de dor de garganta, Williams não deixou isso transparecer, fazendo uma escolha inteligente ao deixar a plateia cantar para ela. Conforme a apresentação ocorria, a voz de Williams ficava mais forte.

A favorita do público, “Decode”, foi cantada de uma forma linda, e “The Only Exception” deu à multidão arrepios coletivos. “Last Hope” foi vocalmente impecável. Há muito para ser dito sobre a iluminação do show do Paramore também. Quem quer que esteja executando suas luzes, está incrível. Na sexta foi feito o terceiro show em Houston no período de um ano, um melhor que o outro.

Adicionando também o sentimento de amor pela diversão quando o baixista Jeremy Davis fez um flip nas costas do guitarrista Taylor York enquanto tocavam. O trabalho de Davis soou particularmente impressionante durante a execução de “Brick By Boring Brick”.

Depois de tocar “Misery Business” com a super fã Melanie, e fechar com o atual hit das rádios “Ain’t It Fun”, a apresentação do Paramore foi concluída sem questionamentos sobre o crescimento de fãs e aumento de sua popularidade. Em suma, eles são bons!

Fiquem ligados no Paramore Brasil!

Facebook | Instagram | Twitter | Tumblr | Youtube

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.