Hayley Williams e Brian O’Connor ganham destaque em nova edição da Alternative Press

A edição de Junho da revista Alternative Press conta com uma matéria cheia de detalhes sobre a parceria de Hayley Williams e Brian J. O’Connor, sócios na linha de tinturas de cabelo goodDYEyoung.

A vocalista do Paramore explica o propósito por trás da marca e os próximos passos da empresa, que vem ganhando destaque por ser livre de crueldade contra os animais e apoiar a liberdade de expressão. Confira a tradução da matéria na íntegra:

Hayley Williams do Paramore se junta ao estilista Brian J. O’Connor para criar a goodDYEyoung, o próximo nível de produtos de coloração para o cabelo

Você pode conhecer a goodDYEyoung como a linha de produtos de tintura para o cabelo criada por Hayley Williams ou até mesmo como o amarelo-fluorescente cauterizador de retina que Josh Dun, do Twenty One Pilots, estava usando no palco do Grammy este ano. Mas a história da goodDYEyoung começou bem antes – 10 anos atrás, para ser exato, quando a vocalista do Paramore conheceu o estilista Brian J. O’Connor em um salão de Nashville.
“Ela veio e disse que estava em uma banda, e Hayley era três anos mais jovem do que eu sou”, relembra O’Conor. “Então na época, eu meio que ri para mim mesmo e fiquei tipo ‘Sim, claro, todos em Nashville estão em alguma banda.’ Agora que somos amigos mais próximos e isto chegou tão longe, eu me sinto mal que aquele pensamento chegou a passar por minha cabeça!”
Desde aquele encontro próspero, os dois têm sido um time de inspirações para cores de cabelos. Começando com o icônico look de “Misery Buiness”, as aventuras no cabelo de Williams vem sendo um esforço em conjunto entre ela e O’Connor para criar nova emoções e experiências através das cores.
“Quando fizemos ‘Misery Business’, eu queria ser uma personagem de anime, e durante a Monumentour, eu só queria tentar algo que eu nunca tinha tentado antes,”diz William. “Para mim, não importa se é durante o Paramore ou durante um tempo de pausa da banda, eu sempre estou tingindo meu cabelo entre turnês e álbuns, isto é sempre baseado em como estou me sentindo. É por isso que estou com cabelo claro agora. Eu precisava diretamente de uma tela em branco, e não havia uma forma melhor para fazer isso, especialmente sendo conhecida por tingir meu cabelo.”
Para ambos Williams e O’Connor, a cor do cabelo é igual a identidade, e eles queriam criar um produto que teria o poder de contar uma história sobre a pessoa que o usasse.
“Eu sempre fui aquele ‘garoto gay’ na cidade em que eu cresci”, diz O’Connor. “Eu tinha outras pessoas para me dizer quem eu era todos os dias – sendo se eu queria ser aquela pessoa ou não – então isto era sobre ter um produto que as pessoas podem usar e se sentir que são partes de algo, mas também [para eu ter] aquele lado profissional disso para inspirar – para fazer com que aquelas crianças possuam um lugar e um propósito.”
“Para mim, especialmente estar em uma banda ou ser uma compositora, eu preciso ser capaz de marcar momentos em minha vida” diz Williams. “E eu tenho sorte de escrever letras que são como um diário pessoal que eu sempre possa reviver, mas é diferente quando é em você e você usa isto. É quase como se você pudesse dizer isso quando caminha por um lugar sem falar nada; Eu amo isso. As pessoas meio que sabem o que você é sem você tendo que realmente falar.”
A maior ética da goodDYEyoung de criar uma identidade através da cor do cabelo é a habilidade de customizar cores de sua preferência. Atualmente, esta linha conta com cinco cores base: Rock Lobster, um vermelho flamejante; Blue Ruin, um cobalto profundo; Steal My Sunshine, o amarelo que você deve ter visto em Josh Dun; Ex Girl, “Ex-Namorada; e Riot!, inspirado pelo cabelo laranja icônico da era do segundo álbum do Paramore. O’Connor e Williams encorajam os clientes a misturarem cores e criarem novos tons, como também aproveitar do fader da GDY, que pode ser misturado a qualquer cor para criar uma tonalidade pastel mais suave. “Podemos dizer que temos umas das cores mais fortemente pigmentadas do mercado neste momento” emite O’Connor. E quando lançamos [a marca] um ano atrás, isto era um grande, grande negócio.”
Este era apenas um componente do que foi fazer da GDY um produto superior: todas as linhas de produtos são livres de crueldade, e as cinco tintas são todas veganas. “Nós queríamos entregar aos consumidores uma cor pré-fabricada que eles podem por em uma vasilha, colocar sua cabeça e ver que isso tem um cheiro incrível, com óleo essencial de tangerina” diz O’Connor. “E a tinta tem propriedades benéficas: ela [a tintura] possui óleo extraído de sementes de girassol para ajudar com a proteção UV e a duração. É um super, super hidratante.” A dupla queria ter certeza de que seus clientes ainda poderiam adaptar o produto de acordo com suas personalidades. “Queríamos que se sentissem como artistas,” continua O’Connor. “Queríamos ajudá-los a serem criativos, para dar um passo adiante.”
Williams sabia que para a comunidade musical que ela construiu ao redor do Paramore, o movimento relacionado aos cabelos seria a próxima etapa lógica para esses fãs. “A coisa mais importante é que a comunidade é bem representada. Não é como uma comunidade musical onde as pessoas gostam de uma banda e ficam tipo ‘Nossa, cara, eu amo essa letra’, e começam a falar sobre a vida e a sua história e de onde vieram e quem são, como começaram a ser dessa maneira” ela continua. “Cabelo e música caminham de mãos dadas para mim e isso é parte da goodDYEyoung.”.
Seguindo o exemplo, a comunidade musical se apegou firmemente na goodDYEyoung e seu modo de pensar interagindo cores de cabelo com arte. Parte disso foi trazer Dun como um novo embaixador. Os dois se conheceram e se conectaram pelas cores de cabelo em turnê, quando Dun estava com o cabelo azul.
“Eu pensei ‘Ah, isto é tão insano, alguém está comigo nessa.’ E nós realmente nos tornamos amigos por isso.” diz Williams. “Eu disse, ‘Eu quero criar uma companhia de tintas para cabelo’ e ele disse ‘Ai meu Deus, eu vou usar todas!’ Então alguns anos depois, eu me lembro de perguntá-lo se ele faria parte da primeira sessão de fotos que faríamos. E no verdadeiro estilo de Josh – ele é tipo, a melhor pessoa do mundo – ele escreveu de volta na mesma hora e disse, ‘Está certo, vamos fazer isso’. Agora que ele realmente é parte da equipe goodDYEyoung, eu não sinto que será diferente no sentido de que ele já era um apoio principal para a companhia, e um grande, amigo apoiador, que honestamente, ele pode fazer o que quiser.”
goodDYEyoung está de uma vez por todas se espalhando por uma comunidade de apoio a música, e se tornando uma marca com seu próprio estilo. “Estamos realmente criando uma cultura por aí usando [seu] cabelo para fazê-lo se sentir melhor,” diz Williams. “Sinta-se como você se apresentasse melhor ao mundo e seja capaz de aderir cores à sua vida.”
Mesmo que o Paramore tenha acelerado com seu novo álbum, não espere que a goodDYEyoung fique de lado a qualquer hora. Com quatro novas cores a caminho – PPL Eater (púrpura); None More (preto), Kowabunga (verde) e Narwhal (um novo tom de azul) – GDY está programada para seguir em frente. Enquanto a cor do cabelo for uma parte fundamental para as vidas de Williams e O’Connor, goodDYEyoung será fundamental também.
“Não importa pelo que eu passe – se a banda passar por algo, se eu estiver amadurecendo, sendo uma adolescente, coisas com o relacionamento, uma separação: tinja seu cabelo. Encontre um emprego: tinja seu cabelo” diz Williams. “Eu acho que esta é a melhor coisa para eu ter e é parte do meu arsenal para seguir com a vida.”.

Relembre um dos episódios de Kiss Off com Hayley Williams e Brian O’Connor!

Paramore Brasil | Informação em primeira mão
Anterior

Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

Luiz Barboza

Fall in love with yourself.