O portal de notícias online da Globo, o O Globo, entrevistou nosso guitarrista, Taylor York, durante a passagem mais recente da banda pelo país.

O trio do Tennessee esteve em terras canarinhas para o Circuito Banco do Brasil, festival que contou com o Paramore em duas cidades este ano: São Paulo (01/11) e Rio de Janeiro (08/11).

Durante o meio tempo, eles preferiram retornar para casa, tendo feito o show de São Paulo, ido embora, retornado para o show do Rio de Janeiro, e ido embora mais uma vez.

O show do dia 08 encerrou a agenda de shows da banda para o ano de 2014, mas a vocalista Hayley Williams promete novidades para a Família Paramore, ainda em Novembro.

Na entrevista, Taylor aproveitou para falar sobre o álbum mais recente da banda, a energia dos fãs brasileiros, problemas e críticas enfrentados por eles com a mudança no foco de trabalho, e revelou uma de suas vontades, que envolve a Cidade Maravilhosa. Leia a matéria e confira na íntegra:

RIO — Como acontece com todo artista e banda de peso que atrai o público jovem, a volta do Paramore fez alguns fãs mais desesperados acamparem com semanas de antecedência em São Paulo e na Apoteose, onde toca neste sábado pelo Circuito Banco do Brasil.

IMG_2332

Um ano e meio após a última passagem pelo país, o grupo liderado pela camaleônica Hayley Williams novamente excursiona em cima do disco homônimo de 2013.

Desde a saída dos irmãos e fundadores do grupo Josh e Zac Farro, em 2010, a banda não mudou muito sonoramente — o suficiente para incorporar novos gêneros no disco de 2013. “Paramore” chegou ao topo das paradas de vários países e recebeu boas críticas por deixar o pop punk se misturar discretamente com a disco music e o new wave. Ainda assim, há quem diga que a banda nunca conseguirá se desvencilhar da fama pela relação com o público adolescente.

É claro que, em se tratando de pop punk, nunca é difícil encontrar semelhanças entre bandas que flertam com o estilo — avalia Taylor York, guitarrista que assumiu de vez a função com a saída dos irmãos Farro.

Tocamos com o Fall Out Boy em uma turnê pela América do Norte. Tanta gente aponta que somos iguais. Claro, quem tem boca fala o que quer. Se quiserem comparar, quem somos nós para discordar? Teve até fã nosso chamando o novo álbum de “balde de m*”.

À toda, sem cansar

Entre clássicos da carreira e sucessos do álbum, como “Still Into You”, já foram mais de 160 shows apenas da “Self-Titled Tour”. E, no último ano, o Paramore intensificou ainda mais o ritmo. Entre turnês, gravaram clipes, compuseram solo e tocaram em um cruzeiro (“um monte de artistas da antigas faz isso, e também achamos o máximo”). Viraram até parte da trilha de um musical da Broadway, “Punk Goes Below”, sobre o gênero no século XXI. Mas negam a chegada de um novo disco.

O pessoal é muito afobado (risos). Têm sido tempos difíceis para compor, com tantos shows ao redor do mundo. Mas tem sido muito gratificante toda a correria — aponta. — Só que um dos problemas do show business é não ter tempo de ficar mais nos locais. Sou doido para fazer asa-delta no Rio!

Mesmo com o provável frenesi dos milhares de fãs que estarão gritando com tudo no show, a banda não parece convencida de que é fácil encarar um palco com tantas outras atrações, entre elas o MGMT e os headliners Kings of Leon.

Vai ser um desafio tocar em um festival. É como uma briga. Você tem que lutar para trazer o público para o seu lado, com uma paixão e intensidade que surpreendam fãs de outras bandas.

Fique com o vídeo de Ain’t It Fun, uma das maiores provas de que a ‘mudança de gênero’ pela qual o Paramore passou só os deixou ainda melhores! Aperta o play e vem dançar!

Deixe sua opinião em nossos comentários e nos acompanhe nas redes sociais!

Facebook | Instagram | Twitter | Tumblr | Youtube | Galeria | Fórum

← Próximo                                                                                                               Anterior →

6 Replies to “Em passagem pelo Brasil, Taylor York fala sobre a vida autointitulada”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.