Com a Vans Warped Tour chegando ao seu fim, Billboard comenta trajetória do Paramore pelo festival

Conhecido como o maior festival de música itinerante dos últimos tempos, a Vans Warped Tour foi um grande palco para muitos artistas menores passarem a ser reconhecidos dentro da indústria da música ao terem seus talentos evidenciados nos palcos alternativos do festival e que, ao longo de suas edições, chegaram até os palcos principais. Esse também foi o caso do Paramore, que ainda em seu início de carreira teve a oportunidade de tocar na Warped Tour.

Com o fim próximo do festival do qual o Paramore participou algumas vezes, a Billboard trouxe comentários dos produtores e de outros nomes da música a respeito das participações do Paramore durante alguns momentos marcantes dos 25 anos de existência da Warped Tour.

Confira a tradução completa desse trecho da matéria da Billboard:

 

VI. Essa foi a primeira turnê do Paramore

Kevin Lyman (diretor e fundador da Vans Warped Tour): Nós tínhamos a Taste of Chaos [uma turnê itinerante de punk e hardcore] e Livia Tortella [da Atlantic Records] nos disse, “Ei, Kevin, você tem que dar uma olhada nessa garota Hayley Williams e no Paramore”.

Aaron Gillespie (baterista e vocalista da banda Underoath): Nós éramos amigos do Paramore. Conhecemos a Hayley quando ela tinha 16 anos e [o baterista] Zac [Farro] quando ele tinha 14. Hayley abriu com um acústico para nós no Taste of Chaos.

Lyman: Eu a coloquei logo antes do Killswitch Engage. Ela se manteve. Então pensei “Certo, nós temos que ver como isso ficaria para a Warped.” Mas eu não tinha nenhum lugar para colocá-los porque eu já tinha marcado a turnê… Então eu coloquei a Shira pra falar com ela e ela os colocou no Shiragirl Stage.

Shira Yevin (vocalista da banda Shiragirl e fundadora do Shiragirl Stage, um dos palcos do festival): A gravadora me levou para conhecer a banda em Orlando, e uma vez que eu os vi, eu entendi. Eles eram incríveis — 16 anos de idade! O pai da Hayley era o gerente de turnê.

Lyman: Eu me lembro da perua… O pai dela ainda estava dirigindo por aí com eles nesse momento.

Yevin: Essa foi a primeira turnê do Paramore.

Spencer Chamberlain (vocalista da banda Underoath): Paramore era como nossos irmãozinhos. Nós saíamos com eles. Eles tinham pontos de vista semelhantes sobre a vida e nós nos demos bem com aquelas crianças. Eu acho que todos sabíamos que eles seriam grandes.

Yevin: Eles estavam assinados, na verdade, com a Atlantic, mas a música deles era lançada pela Fueled By Ramen. Então eles tinham o suporte da gravadora, mas eram uma banda recente. Eles estavam tocando em vários festivais de rock cristão. Eles vieram para a Warped logo que seu primeiro álbum saiu. As crianças amaram aquilo. As multidões do início eram enormes.

Chamberlain: Zac era como um pequeno, mini-Aaron. Ele tocava [a bateria] tão forte que a baqueta quebrou uma vez.

Yevin: A Hayley era como um dos garotos. Isso era meio que o jeito dela. Ela vestia a mesma camiseta todos os dias, aquela vermelha e azul com listras que ela está usando no vídeo de All We Know. Ela era muito doce, educada, bastante reservada. Sem maquiagem. Só entrava, fazia o show, voltava para a van, lia seu livro. Aquilo era um pouco de choque de cultura para nós. Nós éramos essas garotas feministas radicais do punk rock. Eles eram uma banda muito reservada. Eles rezavam antes de subir no palco. Eles meio que guardaram para si mesmos, mas eles arrasaram no palco.

Gillespie: A Hayley é o verdadeiro negócio. Merece tudo o que tem.

Paramore Brasil: informação em primeira mão!

Facebook | Instagram | Twitter YouTube | Fórum

Carolina Queiroz

Pernambucana. 21 anos. | Fã de Paramore desde 2008 | amante de música e fotografia | @bewareofcarol on Instagram & Twitter.