Se você precisa amputar, não me dê o torniquete
Você queria que eu fugisse, serrasse o que não funciona
Mas eu deixei meu corpo sangrar, pendendo para o lado esquerdo
Se você era parte de mim, já era
Eu quero sobreviver?

Meu membro…
(Não deixe ir)
(Deixe ir)

Engraçado que entre nós dois, você era o divertido
Pequeno coelhinho tímido, roendo a espingarda
Acho que éramos dano colateral beijando sob o fogo cruzado
Mancando entre as folhas mortas, eu queria que elas me cobrissem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *