A revista musical Music Connection revelou hoje (25), com exclusividade, que Manny Marroquin, que já trabalhou com artistas como Alicia Keys, Kanye West, Kendrick Lamar e Bruno Mars, é o engenheiro de mixagem do sexto álbum de estúdio do Paramore.

Responsável por mixar “Umbrella”, de Rihanna, e “Fuck You”, de CeeLo Green, Marroquin já levou para casa 38 indicações e 11 vitórias no Grammy.

E AS NOTÍCIAS NÃO PARAM POR AÍ!

Em entrevista, o mixer revelou também que o álbum do Paramore, que tem produção de Carlos de La Garza, já encerrou a fase de mixagem, sendo necessária agora apenas a masterização do som para que ele seja lançado. ESTÁ PERTÍSSIMO! 

Confira abaixo a tradução:

Nascido na Guatemala, o engenheiro de mixagem e vencedor de 11 Grammys Manny Marroquin se apaixonou pela música quando descobriu a bateria, ainda criança. Depois, estudou na Alexander Hamilton High School, onde passou horas incontáveis no estúdio. Em vez de ir para a faculdade, Marroquin passou meses em um programa de engenharia de som, e ganhou um “bico” como produtor no Enterprise Studios. A oportunidade chegou quando um produtor pediu para que ele fizesse uma mixagem bruta de algumas músicas, coisa que o impressionou, fazendo com que ele convidasse Marroquin para mixar o álbum todo. Desde o dia desse estopim, ele tem trabalhado com artistas como Kanye West, Phoenix, Alicia Keys e muitos outros.

Como todo bom mixer, Marroquin sabe quando e como massagear uma música. Mas com o passar dos anos, ele aprendeu algo de igual importância e, talvez, ainda mais matizado: quando fazer pouco, ou quando fazer nada. “Essa é a pergunta de um milhão de reais,” diz ele, “e é isso que torna os mixers únicos: saber quando é necessário fazer algo e saber quando deixar a música em paz. Algumas pessoas se expressam por meio das frequências. Isso é algo de instinto e acho que não pode ser ensinado. É quase como querer ensinar a alguém o bom gosto. Você pode mostrá-lo às pessoas, mas é importante que isso venha de dentro. É uma combinação de centenas de pontos chave que você aprende desde o momento em que você nasceu.”

É comum que os álbuns tenham muitos produtores e, da mesma forma, muitos mixers. Marroquin vê isso como parte de uma escolha que depende unicamente dos artistas. “Acabamos de finalizar o álbum do Paramore,” ele diz. “Aquela banda precisa de uma sonoridade consistente porque é um álbum de um só produtor. Mas então você trabalha com outras bandas ou gêneros e pode ser que eles precisem de várias [sonoridades]. Se tem somente um produtor, em nove de dez casos, você terá também somente um mixer. Então, depende muito de quem é o produtor. No mundo atual, nós não ouvimos tanto aos álbuns como antigamente, então acaba se tornando menos importante ter somente um mixer.”

O criador de plugins Waves se aproximou de Marroquin para criar um bundle assinado por ele. “Quando topei fazer isso, eles queriam que eu fizesse uma ferramenta fácil de usar,” ele lembra. “Meu equalizador tem 4 peças e acredito que ele atinja a 14 frequências, de modo geral. Cada uma é baseada em um equipamento do meu estúdio, e foi criada para espelhá-lo. […]”

Recentemente, Marroquin completou seus trabalhos com o Paramore, com o The 1975, Phoenix e Kendrick Lamar. Na verdade, quando conversamos com ele, ele havia começado a trabalhar no novo álbum do DJ Khaled, no mesmo dia. Ele permanece próximo de David Sears, seu mentor no ensino médio, que agora é o vice presidente do centro de educação do Grammy para as escolas. De fato, os dois frequentemente apresentam palestras juntos. Marroquin agora trabalha quase que exclusivamente no Larrabee Studios, em Hollywood, em um espaço que conta com sete salas, que comprou em 2008.

Tradução: Larissa Stocco/Paramore Brasil

Confira o website com a discografia completa de Manny Marroquin. 

O que acharam? Será que já dá para sonharmos com mais um Grammy?

Fiquem de olho no Paramore Brasil!

Paramore Brasil| Informação em primeira mão
Facebook | Instagram | Twitter | YouTube | Fórum

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.