Ninguém consegue segurar sua mão

Agora, através da escuridão delicada pela qual você passa

Se eu ultrapassar apenas um passo

Tudo apenas desaparece, o relógio começa novamente

 

Enquanto eu te amar, você nunca estará sozinho

Enquanto ainda me quiser por perto

Mas nessa viagem você terá que ir sozinho

Quando voltar, me encontrará aqui, onde pertenço

 

Macias como areia, escapam por suas mãos

Memórias que nos dois concordamos que não são realidade

 

Enquanto você me amar, sei que não estou sozinha

Mesmo quando eu não te encontrar

Às vezes a vida te leva de volta a lugares de onde você fugiu

Eu estarei bem aqui se algum dia você voltar para casa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.