Edição de Fevereiro da revista Steam traz entrevista exclusiva com Hayley Williams

Hayley-Williams-2013-Wallpaper

Foi publicada a edição de fevereiro da revista Steam, que leva as últimas novidades na área de entretenimento ao sul do Texas. A edição deste mês contém uma entrevista exclusiva com Hayley Williams, que falou sobre o processo de escrita do novo álbum, a saída dos Farro, seus pensamentos sobre uma carreira solo e o single Still Into You.

STEAM: Os membros originais do Paramore, Josh e Zac Farro, saíram da banda em dezembro de 2010, alegando que a banda havia se tornado um ‘produto manufaturado de uma grande gravadora’. Naquele momento, o quão próximo de acabar completamente a banda chegou?
HAYLEY WILLIAMS: A parte engraçada é que o último ano da banda como um grupo de cinco pessoas não foi tão dramático assim. Todos nós chegamos ao ponto onde sabíamos que aquilo não estava funcionando. Nós ainda aparecíamos, sobretudo, para todos os shows porque ainda sentíamos que devíamos ser uma banda. Acho que os três de nós [Hayley Williams, Taylor York e Jeremy Davis] sentimos que algo diferente estava se aproximando, e quando nós vimos o que foi postado e as razões pelas quais o Josh disse que saiu da banda, foi super doloroso. Com toda honestidade, aquelas coisas nos fizeram ter vontade de jogar a toalha. Nós estávamos com medo de que nossa base de fãs fosse acabar, e que eles não saberiam o que pensar. Eu queria aparecer e dizer que tudo aquilo era mentira, mas eu sabia que não podia. O resultado foi um período de três ou quatro meses em que eu e os membros restantes da banda nos sentimos desencorajados e pensamos ‘por que nós não acreditamos mais em nós mesmos?’. Foi uma época muito estranha que não acabou até que nós nos olhamos e percebemos que os três ainda queriam estar ali, e que nós acreditávamos em nós mesmos. Depois de três ou quatro músicas do processo de escrita, nós começamos a ganhar confiança de novo. No final, nos sentimos incrivelmente libertos e somos definitivamente uma banda melhor por causa disso.

STEAM: Vendo como o seu hit “Airplanes”, com o B.O.B. foi grande na época, você considerou se libertar do drama e seguir uma carreira solo?
HAYLEY WILLIAMS: Não, nem um pouco. Foi muito divertido trabalhar com o B.O.B. Eu cresci amando o hip-hop e R&B,  e tudo o que estava na MTV nos meados dos anos 90. Aquilo me enlouquecia. Foi divertido para mim e para o B.O.B. fazer uma coisa diferente. Foi definitivamente um ponto de partida, mas não estimulou nenhum pensamento de seguir uma carreira solo.

STEAM: Muitos críticos questionaram se o primeiro single, “Still Into You”, do seu novo álbum é direcionado ao seu namorado, membro da banda New Found Glory, Chad Gilbert. Se sim, ele já demonstrou algum tipo de preocupação sobre sua vida pessoal ser colocada na música, assim como não funcionou muito bem para qualquer um que tenha namorado com a Taylor Swift recentemente?
HAYLEY WILLIAMS: Eu me lembro que um dia ele chegou para me buscar no estúdio e ficou muito tímido quando ouviu a música pela primeira vez. Foi um momento muito legal para a gente como um casal, e também porque eu nunca escrevo músicas de amor, eu não consigo. Para mim, é difícil colocar em palavras algo que eu realmente sinto e que eu verdadeiramente quero dizer, então, quando a música saiu daquela forma, foi super positivo para mim. Você nunca sabe, pode ser a única música de amor que eu já tenha escrito, um verdadeiro momento Taylor Swift (ri).

STEAM: Em bandas que apresentam um vocal feminino, as comparações são feitas entre a vocalista e vocalistas de outras bandas, não em relação às duas bandas. Com o Paramore, parece que você é uma unidade sólida e as comparações são feitas com outras bandas, no geral. Isso é algo que te deixa feliz?
HAYLEY WILLIAMS: Eu acho que é muito legal. Nós sempre fomos orientados como uma banda. Eu sou definitivamente fã de cantores, mas eu não sou uma artista solo, então não é apenas sobre a vocalista no nosso caso. É a minha paixão e é o meu foco pessoal quando se trata do meu trabalho na banda, mas tudo o que está na música é importante, todos os ingredientes nos fazem inteiros.

STEAM: Houve uma preocupação durante o processo de escrita de que vocês estivessem em um lugar escuro e que isso pudesse transparecer na música e tirar um pouco da essência punk-pop que vocês têm?
HAYLEY WILLIAMS: Na verdade não, porque era um lugar que não conhecíamos antes, e não havia espaço para “caixas e telhados”.  Nós estávamos tão limitados que não podíamos criar obstáculos. Nós usamos qualquer coisa que nos inspirasse, e descobrimos uma capacidade que nós nunca nos permitimos fazer antes. Com esse álbum, nós nunca nos preocupamos com o que qualquer um além de nós pensasse, nós só queríamos fazer um álbum do qual nos orgulhávamos.

Fiquem ligados no Paramore Brasil!
Facebook | Instagram | Twitter | Tumblr | Youtube

Ricardo Cardoso

You can also follow me on Instagram: http://instagram.com/cardoso_ricardo